Meus amores

Meus amores

sábado, 23 de julho de 2011

A Dona Aranha

A música é uma arte, uma lição fácil de aprender, difícil de esquecer, impossível de negar, somos melhores com a música. Pensando nisso, disponibilizei a música A Dona Aranha, para que os alunos da Educação Infantil, pudessem através das imagens e letra construir uma ponte onde atrelará a música e alfabetização de forma lúdica.

"De modo informal, a música está sempre presente no dia-a-dia das crianças. Outro efeito saudável em ouvi-la é o das mudanças posturais e das próprias expressões corporais, tanto faciais (leveza de expressão) quanto corporais (expansão, contração), exercitando a respiração, chegando quase a ser um exercício de melhoria no ato de respirar. Cantigas de roda são muito valiosas, a criança gosta de cantar, imitar, gesticular e quanto mais o movimento se aproximar de sua natureza interior, melhor será o benefício”GOMES (2000 p.16).





quinta-feira, 21 de julho de 2011

Leitura: entre o fascínio e o pensamento

Davi Arrigucci Junior


Muitas vezes, sentimos curiosidade em saber que idéias e sentimentos a experiência da leitura provoca no leitor. Utilizando-se das reflexões de alguns grandes leitores, como Montagne, Borges, Proust e Saint Beuve, o autor faz considerações sobre a leitura como caminho da sabedoria, fonte de felicidade, forma de despertar o espírito para a reflexão, espaço de liberdade e imaginação.

"(...) a experiência da leitura é a nossa aventura, a história romanesca em que penetramos pelo simples ato de abrir um livro. Algo do encanto da descoberta infantil permanece sempre nessa experiência."

"(...) os livros que cativam nossa atenção para o mundo das letras são também formas de despertar nosso espírito para a reflexão. Guardam em si todo o fascínio, mas também a chispa que faz disparar o pensamento."

"O leitor que, preguiçosamente, apenas reproduz o que leu, o leitor que feitichiza o livro, seja como mercadoria, seja como objeto bonito, como mania de bibliófilo, este não é exatamente o leitor proustiano. O leitor proustiano é o que pensa através das conclusões que vêm dos outros, que inventa por si a partir do desejo aceso pela leitura. Com isto, PROUST mostra que o ato de ler é, na verdade, dos mais complexos, porque não podemos ir além do que ali se diz e, no entanto, precisamos ir além do que ali se diz, imaginação a solta."
Publicação: Série Idéias n.13. São Paulo: FDE, 1994.
Páginas: 19-24
http://www.crmariocovas.sp.gov.br/lei_a.php?t=004

segunda-feira, 18 de julho de 2011

A era tecnológica

Os textos eletrônicos apresentam facilidades e desafios ao leitor; eles podem causar grandes impactos sobre a capacidade de compreender aquilo que se lê. As competências em leituras se tornam cada vez mais complexas, pois nos encontramos em uma fase transitória: da cultura alfabética à emergência da cultura baseada na percepção auditiva e icônica. Com o computador temos o retorno do textual/oral; coexistem fala, leitura, escrita hipertextual, audição e comunicação gráfica. Nesta perspectiva, cabe considerar a afirmação de Gómez (2004, p. 64):

A leitura e a escrita na Internet, além de fazerem circular os signos pouco conhecidos do cotidiano, enfatizam a oralidade, a linguagem como atividade textual e o protagonismo do leitor, oferecendo um caminho para descobrir, decodificar e explorar o texto previamente escrito por meio do teclado e gravado na memória da rede.




O vídeo nos mostra o quanto a tecnologia já evoluiu, hoje em dia você pode através dos e-books, ler qualquer tipo de livro.

A principal vantagem do ebook é a sua portabilidade. Como se encontra no formato digital, pode ser transmitido rapidamente por meio da Internet. Se um leitor que se encontra no Japão, por exemplo, tiver interesse em adquirir um ebook vendido nos Estados Unidos ou no Brasil, pode fazer isso imediatamente e em alguns minutos estará lendo tranquilamente o seu ebook.

Uma segunda vantagem do ebook é o preço. Como seu custo de produção e de entrega bem mais baixo, um ebook de alto padrão, pode chegar as mãos do leitor por um preço até 50% menor que um livro impresso.

E se você não abre mão de ler um livro sentado confortavelmente em sua poltrona favorita, basta imprimir o seu ebook para ter seu texto também em papel.

fonte: http://www.abc-commerce.com.br/ebook.htm


Sobre o Blog

sexta-feira, 15 de julho de 2011

A importância da Leitura


As tecnologias do mundo moderno fizeram com que as pessoas deixassem a leitura de livros de lado, isso resultou em jovens cada vez mais desinteressados pelos livros, possuindo vocabulários cada vez mais pobres.
A leitura é algo crucial para a aprendizagem do ser humano, pois é através dela que podemos enriquecer nosso vocabulário, obter conhecimento, dinamizar o raciocínio e a interpretação. Muitas pessoas dizem não ter paciência para ler um livro, no entanto isso acontece por falta de hábito, pois se a leitura fosse um hábito rotineiro as pessoas saberiam apreciar uma boa obra literária, por exemplo.
Muitas coisas que aprendemos na escola são esquecidas com o tempo, pois não as praticamos, através da leitura rotineira tais conhecimentos se fixariam de forma a não serem esquecidos posteriormente. Dúvidas que temos ao escrever poderiam ser sanadas pelo hábito de ler, talvez nem as teríamos, pois a leitura torna nosso conhecimento mais amplo e diversificado. Durante a leitura descobrimos um mundo novo, cheio de coisas desconhecidas.
O hábito de ler deve ser estimulado na infância, para que o indivíduo aprenda desde pequeno que ler é algo importante e prazeroso, assim com certeza ele será um adulto culto, dinâmico e perspicaz. Saber ler e compreender o que os outros dizem nos difere dos animais irracionais, pois comer, beber e dormir até eles sabem, é a leitura que proporciona a capacidade de interpretação.
Toda escola, particular ou pública, deve fornecer uma educação de qualidade incentivando a leitura, pois dessa forma a população se torna mais informada e crítica.
Por Eliene Percilia Equipe Brasil Escola



quinta-feira, 14 de julho de 2011

Poesia: A Língua do Nhem

A Língua de Nhem

Havia uma velhinha
que andava aborrecida
pois dava a sua vida
para falar com alguém.

E estava sempre em casa
a boa velhinha
resmungando sozinha:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

O gato que dormia
no canto da cozinha
escutando a velhinha,
principiou também

a miar nessa língua
e se ela resmungava,
o gatinho a acompanhava:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

Depois veio o cachorro
da casa da vizinha,
pato, cabra e galinha
de cá, de lá, de além,

e todos aprenderam
a falar noite e dia
naquela melodia
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...

De modo que a velhinha
que muito padecia
por não ter companhia
nem falar com ninguém,

ficou toda contente,
pois mal a boca abria
tudo lhe respondia:
nhem-nhem-nhem-nhem-nhem-nhem...
Cecília Meireles


segunda-feira, 11 de julho de 2011

O Jovem Caranguejo



Um jovem caranguejo pensou: "por que é que na minha família todos andam para trás? Quero aprender a andar para a frente, e que a cauda me caia se eu não conseguir."
Começou a exercitar-se às escondidas, entre os seixos do ribeiro natal, e nos primeiros dias a tarefa causou-lhe uma enorme estafa. Chocava contra tudo, machucava a carapaça e atropelava as pernas uma na outra. Mas, a pouco e pouco, as coisas começaram a correr melhor, pois tudo se pode aprender, quando se quer.
Quando se sentia bem seguro de si, apresentou-se à família e disse:
_Vejam isto.
E deu uma magnífica corridinha em frente.
_Meu filho, _ desatou a chorar a mãe _ deram-te a volta ao miolo? Reconsidera, anda como o teu pai e a tua mãe te ensinaram, anda como os teus irmãos, que te querem tanto.
Os seus irmãos, porém não faziam outra coisa senão troçar.
O pai, depois de ter estado a observá-lo severamente por um bocado, disse:
_Basta. Se queres continuar conosco, anda como os outros caranguejos. Se queres fazer as coisas à tua maneira, o ribeiro é grande: vai-te e nunca mais voltes.
O bravo caranguejinho estimava os seus, mas estava demasiado seguro da sua justiça para ter dúvidas: abraçou a mãe, despediu-se do pai e dos irmãos e partiu ao encontro do mundo.
A sua passagem logo despertou a surpresa de um grupo de rãs que, como boas comadres, se haviam reunido para dar dois dedos de conversa em volta de uma folha de nenúfar branco.
_O mundo anda às avessas _ disse uma rã. _ Olhem-me para aquele caranguejo e digam lá se não tenho razão.
_Já não há respeito _ disse uma outra rã.
_Arre! _ disse uma terceira.
Mas o caranguejo seguiu em frente, é mesmo caso para dizê-lo, no seu caminho. A certa altura, ouviu chamar por ele: era um velho caranguejo solitário, de expressão melancólica, que se encontrava encostado a um seixo.
_Bom dia _ disse o jovem caranguejo.
O velho observou-o prolongadamente, depois disse:
_Onde pensas tu que vais chegar com isso? Também eu, quando era jovem, pensava ensinar os caranguejos a andar para frente. E eis o que recebi em troca: vivo completamente só, as pessoas preferiram cortar a língua a dirigir-me a palavra. Presta atenção ao que te digo, enquanto é tempo: resigna-te a fazer como os outros e um dia agrader-te-ás o conselho.
O jovem caranguejo não sabia o que responder e ficou calado. Mas dentro de si pensava: "Eu tenho razão".
E despedindo-se do velho com gentileza, retomou orgulhosamente o seu caminho.
Irá longe? Fará fortuna? Endireitará todas as coisas tortas deste mundo? Não sabemos, porque ele ainda não parou de caminhar com a coragem e a firmeza do primeiro dia. Apenas lhe podemos desejar de todo o coração:
_Boa viagem!


Gianni Rodari


quinta-feira, 7 de julho de 2011

Ferramentas Web 2.0

GOOGLE DOCS

A última tendência da web é armazenar arquivos e serviços na nuvem ( cloud computing). O Google, sem dúvidas, vem sendo a empresa que mais apoia esta tendência, levando utilitários e funções que antes só existiam direto nos softwares instalados nas máquinas para a web. Um deles é o aplicativo Google Docs, que serve para visualizar, criar e editar documentos que, antes, só poderiam ser trabalhados em programas como a Microsoft Office. A grande vantagem do Google Docs é que o usuário pode acessar seus conteúdos de qualquer lugar que tenha acesso á internet. Ou seja, é um Office gratuito e na nuvem. Há uma infinidade de possibilidades de uso pedagógico ou de suporte às atividades do professor com o pacote de escritório do Google Docs.


FACEBOOK

O Facebook é uma rede social. è um site onde cada pessoa pode ter o seu perfil, ou seja, os seus dados pessoais, as suas fotos, vídeos, links, notas, etc.

Os membros desta rede social, como, aliás, de todas as outras, interagem entre si, visitando os perfis, fazendo amigos, estabelecendo contatos, deixando comentários , enviando mensagens entre si, numa palavra, se comunicam.

O Facebook é usado por vezes por empresas para recrutamento de empregados, mas também existem empresas e mesmo repartições do Estado em alguns países que bloquearam o acesso ao site nas instalações.

O Facebook é cada vez mais utilizado no âmbito escolar, como utensílio pedagógico ou meio de comunicação entre jovens e seus professores. Ao lad das tradicionais relações hierárquicas, limitadas á sala de aula, estes espaços tornam possíveis contatos pessoais, fora das paredes da escola. Uma evolução que possui vantagens e desvantagens.

Proposta do Blog

No campo educacional, os desafios impostos pelo acelerado avanço tecnológico estão exigindo do professor consideráveis mudanças no seu fazer pedagógico, porém sabe-se que a incorporação dessa tecnologia no dia-a-dia escolar só tem sentido se contribuir para enriquecer o ambiente de ensino, favorecendo o desenvolvimento integral do aluno, influenciando seu lado social, emocional, crítico e criativo, valorizando o aluno como agente processo educativo.

A informática veio para estimular a construção do saber , auxiliando a prática pedagógica, provocando o rompimento da relação vertical entre alunos e professores na sala de aula tradicional, fazendo o professor descer do "pedestal", busacando uma aprendizagem mais cooperativa. "[...] cada dia surgem novas maneiras de usar o computador, como um recurso para enriquecer e favorecer o processo de aprendizagem. Isso nos mostra que é possível alterar o paradigma educacional, hoje centrado na aprendizagem." ( VALENTE, 1993, p.15). fonte: http://www.webartigos.com/

Desse modo pretendo enfocar no blog a leitura, para alunos e professores. Trabalharei mas na disciplina de português. Neste blog terá uma diversidade de textos, histórias, vídeos, enquête, gerando assim debates e comentários. Os usuários poderão ter acesso a várias histórias, indicações de livros, picasa e ebooks. O blog pode enriquecer a proposta pedagógica, porque além de ser interativo, o aluno se esforçara em organizar sua ideias e desenvolverá assim sua competência leitora. Também porque não fica restrito a sala de aula. O professor instiga os alunos a ler acessaando no blog vários tipos de leitura. O blog abre um caminho ao imaginário não só dos nossos alunos, mas também de outras pessoas de outras escolas, cidades e países. Isso amplia a visão de mundo da turma e é um incentivo para alunos e professores se dedicarem.